Record pretende lançar três séries em 2014; Confira!


record-60

Emissora apostará alto na teledramaturgia

A Record anunciará a jornalistas e publicitários no próximo dia 11, em seu complexo de teledramaturgia no Rio de Janeiro, sua programação para o próximo ano, e reserva três surpresas, ou melhor, reservava.

A novidade é que a emissora de Edir Macedo, pretende produzir no ano que vem três séries de teledramaturgia com 13 ou 14 episódios cada uma, além do seriado bíblico “Milagres de Jesus”.

A realização dessas atrações, contará produtoras independentes e o uso de recursos de incentivos fiscais, que  marcarão o novo modelo de produção. Duas das novas séries já foram registradas na Ancine (Agência Nacional do Cinema) e têm autorização para captar recursos de renúncia fiscal (dinheiro público).

A primeira delas tem o título provisório de “Conselho Tutelar”, e já está mais avançada, e teve até uma primeira reunião de produção. Foi apresentada pela desconhecida Vison Produções Artísticas, do Rio de Janeiro. A história central retrata violência contra a criança.

“Os conselhos tutelares são fundamentais para proteger as crianças que sofrem maus-tratos e abandono. O trabalho dos conselheiros tutelares, pessoas eleitas pela sociedade civil para essa função, é cheio de histórias dramáticas, heróicas e perturbadoras que envolvem os responsáveis pelas crianças, a Justiça, a polícia e a sociedade num emaranhado de interesses”, apresenta-se, didaticamente, no registro na Ancine.

Os protagonistas de Conselho Tutelar serão um professor de biologia (58), conselheiro tutelar experiente, um rapaz de 27 anos com dificuldade para se relacionar intimamente e, surpresa, uma anã de 39 anos, psicóloga, “responsável por conversar com as possíveis vítimas de violência e retirar delas as informações que serão usadas nos processos e nos laudos psicológicos”.

Assim, a emissora poderá seguir a trilha do canal HBO, onde um anão, Peter Dinklage, é um dos principais nomes da bem-sucedida Game of Thrones.

Resgate na montanha

Tanto “Conselho Tutelar”, quanto “Sem Volta” ainda não têm elencos escalados. Projeto da Panorâmica, “Sem Volta” irá tratar de um grupo de 11 montanhistas que, surpreendido por uma chuva torrencial, se vê em risco durante a escalada da Agulha do Diabo, na serra dos Órgãos, próximo a Teresópolis, no Rio de Janeiro.

A sinopse na Ancine promete: “Nas condições mais extremas, eles têm que fazer de tudo para tentar sobreviver. Uma força-tarefa da guarda florestal é acionada para tentar resgatá-los em uma missão de altíssimo risco. Um pais inteiro acompanha o pleito. Nem todos conseguem se salvar”.

A terceira série poderá ser uma coprodução com a Fox Films e a Total (de Se Eu Fosse Você). Mas alguns problemas na parceria nos últimos dias ameaçam a produção da série policial.

As três histórias serão produzidas por produtoras independentes, mas usarão elenco, estúdios e profissionais da Record. “Sem Volta” tem tem orçamento aprovado na Ancine de R$ 7 milhões, dos quais R$ 6,750 milhões poderão vir de recursos públicos. Já “Conselho Tutelar” tem orçamento de R$ 6,162 milhões.

Os roteiros de ambas as produções foram submetidos a consultoria de profissionais de fora do país.

Com informações do jornalista Daniel Castro.

Comente este:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s