Nove bombeiros ficaram feridos. Dois deles foram internados em estado grave em Incêndio atingiu Memorial da América Latina em São Paulo


 
Segundo o Corpo de Bombeiros, dois homens da corporação que combatiam o fogo ficaram gravemente feridos
Foto: Alberto Domingues / vc repórter

​Um incêndio atinge na tarde desta sexta-feira o Memorial da América Latina, na avenida Auro Soares de Moura Andrade, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Segundo o Corpo de Bombeiros, oito homens da corporação que combatiam o fogo foram socorridos ao Hospital das Clínicas. Dois deles ficaram gravemente feridos e foram internados inconscientes e com queimaduras nas vias aéreas, mas não corriam risco de morte. Um bombeiro civil, da brigada de incêndio do memorial, também ficou ferido.

 

As chamas começaram por volta das 15h. Por volta das 19h, os bombeiros ainda atuavam para controlar o fogo. Havia muita fumaça no local. Segundo o Corpo de Bombeiros, 55 viaturas foram enviadas ao local, além de um helicóptero. No total, 88 homens atuavam diretamente no combate às chamas.

 

Imagens mostram incêndio que atinge Memorial da América Latina
Imagens mostram incêndio que atinge Memorial da América Latina

De acordo com o major da Polícia Militar Mauro Lopes, os bombeiros que ficaram feridos foram vitimados por um fenômeno chamado flashover. “Tivemos o flashover, que, por vezes dá para se prever, mas nesse caso não foi possível. Ele acontece quando você tem um ambiente pegando fogo, pouco oxigênio, calor e carga para se queimar, então a queima é lenta lá dentro. Quando você abre esse ambiente, há a entrada de mais oxigênio, então há o flashover“, disse.

 

Segundo o major, por volta das 19h, os homens do Corpo de Bombeiros já haviam ocupado todo o interior do prédio e o fogo já estava sendo controlado. Porém, o rescaldo ainda levaria mais tempo. O governador Geraldo Alckmin estava a caminho do local para avaliar os estragos, segundo a Globonews.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do Memorial da América Latina, o fogo foi causado por um curto-circuito do Auditório Simón Bolívar. Grande parte do forro da plateia B do auditório teria sido comprometida. Segundo os bombeiros, 50% do auditório foi consumido.

 

Uma testemunha afirmou que faltou energia elétrica na região no início da tarde e que, assim que o abastecimento voltou, uma explosão foi ouvida dentro do memorial. O espaço tem capacidade para 1,8 mil pessoas.

 

O conjunto arquitetônico, projetado por Oscar Niemeyer em uma área de 84,5 mil metros quadrados, foi inaugurado em março de 1989. O complexo se dedica a manifestações artísticas e científicas ligadas à identidade latino-americana. O conceito e o projeto cultural foram desenvolvidos pelo antropólogo Darcy Ribeiro.

 

A Companhia de Engenharia de Tráfego pede aos motoristas que evitem trafegar pela região. O cruzamento da avenida Senador Auro Soares de Moura Andrade com a alameda Olga está bloqueado. O desvio para quem vai no sentido Lapa é feito pela alameda Olga, rua Tagipuru e avenida Francisco Matarazzo. As linhas de metrô e trem da Estação Barra Funda, vizinha ao memorial, operam normalmente.

Comente este:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s