Familiares se desesperam ao receber a noticia da morte do cantor Cristiano Araújo nesta madrugada 24/06


O pai do cantor Cristiano Araújo, de 29 anos, lamentou a morte do filho após um acidente de carro na BR-153, em Goiás. “É uma tristeza muito grande. Será que Deus existe? Todos os dias faço uma oração pedindo que Deus acompanhe ele nas viagens. Entro no carro ou no avião e faço uma oração. Eu não estava com ele ontem? Será que Deus existe?”, disse ao G1 José Reis de Araújo.

Irmã do cantor, Ana Cristina de Melo também falou sobre a tragédia. “Não acredito nisso. Meu irmãozinho do coração”, afirmou.

O acidente aconteceu na madrugada desta quarta-feira (24) na altura do km 614 da rodovia, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás. Além de Cristiano, a namorada dele, Allana Moraes, de 19 anos, também não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Cristiano Araújo chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas a informação da morte foi confirmada por volta das 8h30. Chorando, amigos e companheiros de banda do cantor tentavam se confortar na porta do hospital.

A assessoria de imprensa do cantor informou que o velório será realizado no Ginásio Goiânia Arena, na capital. O horário ainda não foi definido, pois depende da liberação do corpo do sertanejo.

Cristiano Araújo (Foto: Divulgação)Cristiano Araújo voltava de show em Itumbiara
quando sofreu acidente (Foto: Divulgação)

O acidente
Segundo o Corpo de Bombeiros, o sertanejo voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado, por volta das 3h30, quando veículo em que ele estava, um Range Rover, saiu da pista e capotou.

Além do cantor e da namorada, outras duas pessoas estavam no carro, sendo outro empresário e o motorista. Segundo os bombeiros, eles sofreram ferimentos leves e também foram encaminhados a um hospital na capital.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que as causas do acidente ainda são apuradas. “Fizemos um levantamento no veículo, que é do ano de 2015, e ele estava em perfeitas condições. A suspeita inicial é que o motorista tenha dormido ao volante, mas tudo isso ainda é devidamente apurado”, afirmou o inspetor Newton Moraes.

Segundo o empresário do cantor Antônio Pereira dos Santos, o sertanejo costumava viajar com um motorista particular para que “pudesse dormir após o show e não precisasse dirigir”. Ele ressaltou, ainda, que o condutor “é experiente e acostumado a guiar de madrugada”.

Irmã de Cristiano Araújo chora a morte do cantor Goiás Goiânia (Foto: Sílvio Túlio/G1)Irmã de Cristiano Araújo (ao centro) precisou ser amparada na porta de hospital (Foto: Sílvio Túlio/G1)

Shows
Na última terça-feira (23), o cantor publicou em sua página no Instagram uma mensagem dizendo que estava partindo da Bahia, ao lado na namorada, com destino a Itumbiara. Após o acidente, muitos fãs comentaram na imagem sobre o ocorrido e mandam mensagens de solidariedade ao cantor.

O próximo show de Cristiano Araújo estava marcadado para acontecer na noite desta quarta-feira em Caruaru, em Pernambuco. No sábado (27), ele se apresentaria na Praia de Iracema, em Fortaleza, no Ceará.

Galeria

Ibope: Confira a média de outubro das oito principais praças do Brasil

Esta galeria contém 1 imagem.


Campinas 16.6 4.9 2.6 2.4 Belém 20.9 12.0 8.0 4.1 Vitória 20.0 8.0 6.0 1.1 Goiânia 15.1 7.3 7.2 2.3 Florianópolis 20.2 4.5 1.5 1.5 Salvador 23.5 6.8 4.4 2.0 Recife 20.5 6.3 5.0 2.2 Distrito Federal 17.7 8.1 7.8 … Continuar a ler

“Fazenda de Verão” Conheça todos os participantes


 

Na coletiva de imprensa Rodrigo Carelli, diretor da atração, afirmou que o horário de exibição do reality será após “Rei Davi”, no caso as 10 da noite, no entanto, não mencionou que na quinta a atração será exibida às 20h e a  meia da noite. Vai entender!

 

Bones: 15/01/2012 – Uma mulher comum morre quando seu veículo é explodido


 

21h00

 

Exercito da Libertação Nacional

Um carro explode em um estacionamento. O veículo estava sendo conduzido por uma mulher comum. Booth faz uma pesquisa e descobre que o veículo estava registrado em nome de Jeremy Nash. Com isso, é provável que a vítima seja sua esposa, a Sra. Nash. O carro continha malas, fotos e roupas. Será que ela estava deixando o marido? Jeremy confirma que a vítima é sua esposa Amy e conta que ela estava indo visitar a filha na universidade. No laboratório, o ombro esquerdo de Amy demonstra sinais de um antigo golpe. Hodgins pede para Angela analisar alguns papéis assinados que foram encontrados no veículo. Existem anotações feitas a mão. Hodgins descobre que Amy tinha uma tatuagem. Eles reconstituem o desenho e percebem se tratar do símbolo do Exército de Libertação Nacional. Amy é na verdade a ex-estudante June Harris, responsável pelo assassinato de um policial em 1975.

Caroline June aparece furiosa, pois há tempos estava negociando a rendição de June Harris, algo que finalmente iria ser concretizado em quatro dias. O acordo era nova anos de prisão pelo assassinato de um policial. A diminuição da pena deixou Sam Reilly aborrecido. Reilly é o agente do FBI que há trinta anos atuava no caso. Além disso, ele é o mentor de Booth. Reilly sugere que eles interroguem Huntzinger, o advogado de June, sobre seu antigo namorado. Huntzinger está sob muita pressão. Após ser atacado por Reilly, que ficou fora de si quando ele se recusou a falar, ele apenas confessa que o filho do policial morte agora também é policial e estava atrás de June.

A equipe encontra uma bala no ombro da vítima, mas não consegue determinar com exatidão há quanto tempo ela está ali alojada. Os exames balísticos realizados com a arma de Danny Valenti, filho do policial assassinado, demonstram que sua arma não foi usada para dispar o tiro que acertou June, mas sim para assassinar seu pai há trinta anos. A arma está registrada em nome de Neal Watkins, o ex-namorado de June. A família de Nash garante que “Amy” era uma mulher adorável e muito dedicada e que jamais teria matado um policial. Exames forenses complementares demonstram que June sofreu um tiro na mão. É provável que isto tenha acontecido durante um assalto em 1975. A reconstituição do incidente indica que June tentou proteger o policial usando sua mão para impedir que Neal puxasse o gatilho. Hodgins descobre que Neal fabricou a bomba que explodiu o veículo. O contador utilizado era o mesmo que ele usava em seus tempos de revolucionário. É provável que ele tenha matado June após descobrir que ela estava prestes a se entregar.

Hodgins pode verificar se June esteve com Watkins antes de sua morte através da análise do filtro de ar do veículo, que atuaria como uma espécie de GPS entomológico. No laboratório, Booth sugere que Brennan não pressione muito Max. Ela não lhe dá ouvidos, mas fica nítido que Brennan não deseja que seu pai volte a ferí-la Hodgins descobre que o pólen encontrado no filtro de ar é de pinho de Shenandoah (pinus appalachiana), uma espécie encontrada apenas no Vale de Shenandoah, no oeste da Virgínia. Nos pneus há indícios de clematis, uma planta trepadeira de Pendleton. Estas duas pistas indicam que Neal Watkins pode estar em algum lugar entre Hendersonville e Maple Flats. Os agentes do FBI fazem uma busca e o encontram em uma casa registrada em nome de Theodore Markham, falecido em 1953.

Watkins roubou a identidade de Markham. Booth e Brennan vão até a casa com as armas em punho. Ao chegaram, eles encontram Sam Reilly parado ao lado do cadáver de Neal Watkins. Reilly diz que ele cometeu suicídio. Cam examina o ferimento causado pela bala e diz que realmente pode ter sido suicídio. No entanto, Watkins sofria de artrite nos dedos, o que significa que ele não poderia ter disparado uma arma ou mesmo uma bomba. O FBI não encontra indícios de que a bomba tenha sido fabricada ali. Além disso, dois contadores com a bandeira americada, e roubados pelo Exército de Libertação Nacional em 1974, estão desaparecidos. Reilly insiste em sua inocência. Booth recomenda que ele procure um advogado. No laboratório, Hodgins descobre que a oxidação apresentada no contador da bomba concide com o contador que ficou guardado como prova por mais de 30 anos. Dada a idade da peça, o construtor da bomba teve de colocar baterias novas, e por consequência, deixou suas impressões digitais no objeto.

O FBI continua a busca em sua base de dados. Angela termina a reconstituição dos papéis encontrados no veículo. Trata-se de uma carta que June escreveu para a filha, Celia. Booth e Brennan prendem Jeremy Nash pela morte de sua esposa. Suas impressões digitais coincidem com as encontradas no contador da bomba. Jeremy desaba e diz a filha que June continuou em contato com Neal Watkins durante todos esses anos e que usou a família apenas como um disfarce. Por fim, ele diz que fez isso para protegê-la. Celia, que chegou a ler a carta, diz que June mantinha contato com Watkins apenas para tentar convencê-lo de sua rendição. June queria fazer o que era certo. Booth prende Jeremy. Brennan abraça Celia e a consola. Em seguida, ela visita Max outra vez e aceita jogar cartas com ele. Sam procura Booth em seu escritório e leva consigo um garafa de uísque 30 anos. Ele diz perdoá-lo por Booth tê-lo prendido e afirma que teria feito o mesmo.

Bones vai ao ar pela Band a partir de 21h00 deste domingo.

Divulgação Band

Daniel Castro fala sobre a produção de “Rei de Davi” no “Jornal da Record News”


https://i1.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2012/01/Rei-Davi-minisserie-Record.jpg
O colunista de mídias do “Jornal da Record News”, Daniel Castro, comentou durante cinco minutos sobre a produção da próxima minissérie bíblica da Record, “Rei Davi”, onde é nítido um avanço em produção em relação a sua antecessora “Sansão e Dalila”.
Daniel Castro também comentou brevemente sobre “O Brado retumabante”, microssérie que a Globo estreia na próxima terça, depois do “BBB”. Abaixo você confere a crítica completa em vídeo, com imagens de “Rei Davi”.

Leia mais: http://tvfoco.pop.com.br/#ixzz1jYZK3FAH

Domingo Maior de hoje 15/01 apresenta o filme ‘Cidade dos Homens’


 

Os amigos Laranjinha (Darlan Cunha) e Acerola (Douglas Silva), que cresceram juntos na favela carioca do Morro da Sinuca, chegam à maioridade e enfrentam as primeiras dificuldades da vida adulta. Essa é a trama do drama “Cidade dos Homens” (2007), que a Rede Globo exibe neste domingo, dia 15, no Domingo Maior, às 23h50, logo após o Big Brother Brasil.

Laranjinha e Acerola cresceram juntos na Favela (Foto: Divulgação)

Com um filho de dois anos, um emprego de segurança e um casamento precipitado com a namorada Cristiane (Camila Monteiro), Acerola sente falta de diversão e liberdade. Já Laranjinha, que dirije um moto-táxi e faz sucesso com as mulheres, sofre pela ausência do pai, que nunca conheceu.

No mês em que completam 18 anos de idade, os dois tomam suas decisões: Laranjinha vai procurar o pai e Acerola, agitar a sua vida amorosa. Mas, uma guerra explode no morro e complica os planos de ambos. Madrugadão (Jonathan Haagensen), que comanda o tráfico na Sinuca, perde o posto para Nefasto (Eduardo BR), seu ex-braço direito. Laranjinha, primo de Madrugadão tem que sumir de casa, assim como Acerola, que atrai a ira de Nefasto em um lance de azar.

Cidade dos Homens

Em meio a confusão, Cristiane anuncia que vai embora para São Paulo, deixando o filho com Acerola. E, com o pai de Laranjinha, surge uma revelação amarga, que ameaça encerrar a inabalável amizade da dupla.

Cidade dos Homens

Ficha Técnica:

Exibição Domingo, 15, às 23h50
Faixa Domingo Maior
Título
cidade dos homens (Foto: divulgação)Cidade dos Homens

 

Título Original Cidade dos Homens
Direção Paulo Morelli
Elenco Douglas Silva, Darlan Cunha, Jonathan Haagensen, Rodrigo Dos Santos, Camila Monteiro, Naima Silva
Sinopse Acompanhe as aventuras de Laranjinha e Acerola, amigos que cresceram juntos em uma favela do RJ, prestes a completarem 18 anos.
Gênero Drama

Mais dois corpos são encontrados em navio, três pessoas resgatadas


Por Gavin Jones e Antonio Denti

GIGLIO, 15 Jan (Reuters) – Mergulhadores encontraram os corpos de dois homens idosos dentro do cruzeiro que naufragou no domingo, elevando o número de mortos na tragédia na costa da Itália para cinco. Mais de 70 pessoas ficaram feridas.

Mergulhadores e equipes de resgate estão checando meticulosamente milhares de cabines no navio italiano Costa Concórdia em busca de 15 pessoas ainda desaparecidas depois de o enorme navio tombar com mais 4.229 passageiros e tripulantes a bordo.

Um dia após o desastre, equipes de socorro resgataram um casal sul-coreano que estava em lua-de-mel e um tripulante ferido dos destroços do navio, que está na costa da bela ilha de Giglio, no oeste da Itália, após ter batido em rochas na noite de sexta-feira.

O capitão do navio de luxo de 114.500 toneladas, Francesco Schettino, foi preso sob a acusação de homicídio culposo, por causar o naufrágio e abandonar o navio, informou a polícia italiana.

No início da tarde, mergulhadores procurando por sobreviventes, encontraram os corpos de dois homens em um ponto de encontro na parte submersa do navio, disseram as autoridades italianas.

Os corpos de dois turistas franceses e um peruano membro da tripulação foram encontrados no sábado.

A descoberta dos corpos no domingo acabaram com a euforia pelo resgate por helicóptero do comissário-chefe Manrico Gianpetroni, horas após equipes de resgate fazerem contato de voz com ele, preso dentro do navio de vários andares.

Gianpetroni, que quebrou uma perna, foi içado do navio em uma maca e levado para hospital.

“Eu nunca perdi a esperança de ser salvo. Foi um pesadelo de 36 horas”, ele disse a repórteres.

Na madrugada de domingo, dois sul-coreanos foram resgatados de uma cabine.

Eles pareciam estar sem ferimentos, mas muito chocados. Na tarde de domingo, cerca de um quarto da parte do navio que ainda está acima da água foi checada. “Essa é uma cidade flutuante e é muito difícil”, disse Luca Cari, porta-voz bombeiros em Giglio.

Os passageiros compararam o desastre ao naufrágio do Titanic. Pessoas pulavam ao mar, brigando por coletes salva-vidas, em pânico, quando o navio atingiu uma rocha e encalhou na hora do jantar na noite de sexta-feira.

Equipes de resgate, incluindo equipes de mergulho enfrentam a complexa tarefa de vasculhar mais de 2.000 cabines do navio- um resort flutuante, que ostentava um spa enorme, sete restaurantes, bares, cinemas e discotecas.

Paolo Tronca, um funcionário do departamento local de incêndio, disse que as buscas serão “durante 24 horas por dia”, usando cães farejadores na parte do navio acima da água.

Enquanto isso, são investigados os motivos do naufrágio, por quê o navio tinha chegado tão perto da costa e as queixas amargas sobre a demora para a retirada de passageiros aterrorizados.

O promotor Francesco Verusio disse que as investigações podem ir além do capitão.

“Estamos investigando a possível responsabilidade de outras pessoas para tal manobra perigosa”, disse ao canal de TV SkyTG24. “Os sistemas de comando não funcionaram como deveriam.”

Ele disse que o navio havia chegado a 150 metros (metros) da costa, o que chamou de “incrivelmente perto”.

Agnese Stella, uma dona de casa de 72 anos, que vive em Giglio há 50 anos disse à Reuters: “Ele veio muito perto (da praia), nunca chegam tão perto normalmente.”

(Reportagem adicional de Silvia Ognibene, Edward Taylor e Joern Poltz; texto de Philip Pullella e James Mackenzie; Edição de Barry Moody)

Destaques do ‘Repórter Record’ deste Domingo 15/01/2012


 

Marcelo-Rezende

No Repórter Record deste domingo, uma investigação exclusiva: Marcelo Rezende revela os bastidores da prisão de um dos mais conhecidos ladrões de banco de São Paulo. Integrante da facção criminosa que atua nos presídios do Estado, ele tem uma ficha corrida de mais de cinco metros! Você vai ver todos os detalhes da ação policial para invadir a casa do bandido, foragido há mais de três anos. Nossas equipes acompanham a operação que desmontou uma quadrilha especializada em sequestrar familiares de bancários. E no interior de São Paulo, nossos repórteres flagram uma venda ilegal de diamantes a céu aberto! Quem são os homens que vendem pedras preciosas no meio de uma praça? Quanto cobram? Quem são os compradores? É o que você vai ver neste domingo, logo depois do Domingo Espetacular.

Divulgação Rede Record

Real Time – 16:55 SP / Record na vice liderança isolada


:globo:18.5 :record:9.5 :sbt:8.5

VER VÍDEO DA MUNIQUE DO BBB 12, COM DANIEL ASSISTA AQUI AQUI


Monique nega ter sido estuprada por Daniel no BBB, afirma Boninho

Publicado por

204090 e1326638269659 Monique nega ter sido estuprada por Daniel no <i>BBB</i>, afirma Boninho

Chamada ao confessionário, a gaúcha Monique negou ter transado com Daniel na madrugada deste domingo (15/1).

No Twitter, telespectadores estão pedindo a expulsão do participante Daniel. Acusam-no de ter bolinado ou se relacionado com Monique enquanto ela dormia, bêbada.

Diretor-geral do reality show, J.B. Oliveira, o Boninho, convocou a sister para uma conversa. “Ela não confirmou que teve sexo e disse que tudo o que aconteceu foi consensual”, afirmou Boninho ao blog.

“Não dá para garantir que houve sexo, muito menos estupro. Eles estavam debaixo do edredon e de lado. Mas o mais importante é que ela [Monique] estava consciente de tudo. Ela me disse que na hora que o clima esquentou pediu para ele [Daniel] sair da cama”, completou Boninho.

 

Daniel “mexe” em Monique desacordada por conta da bebida e é acusado de estupro por internautas

 

Uma das maiores polêmicas de todas as edições do Big Brother Brasil aconteceu na madrugada deste domingo (15). Daniel está sendo acusado por internautas de estupro por ter se aproveitado do fato de Monique estar bêbada e desacordada para mexer no corpo da menina.

Quem assistia a tudo ao vivo, ficou perplexo e, por meio das redes sociais, manifestou a sua indignação para com o programa. A hastag #DanielExpulso ficou em primeiro lugar nos TTs (lista de termos mais digitados no Twitter) em poucos segundos.

Uma usuária da rede chamada Cristina Rocha salientou: “deve se lembrar que no caso em questão ela estava vulnerável, assim é ação pública, basta o MP (Ministério Público) saber”.

No vídeo, que já está circulando na internet, mesmo embaixo do edredom, segundo os telespectadores, o rapaz visivelmente mexe no corpo da morena e parece, ainda de acordo com o público, transar com ela, mesmo que nada possa ficar provado somente com as imagens.

 

Daniel Castro